Secretaria de Turismo apresenta estrutura, equipe e metas para o setor

O secretário de Turismo, Marcelo do Carmo, se reuniu na tarde da última quarta-feira, 10, no anfiteatro João Carriço, para apresentação dos integrantes e da estrutura da nova pasta e discussão das metas para 2021. Estiveram presentes assessores, gerentes e supervisores. O encontro foi uma oportunidade para os profissionais se apresentarem, falarem de suas experiências no setor e das expectativas para os próximos anos.

O organograma da Setur, formado por três departamentos – “de Desenvolvimento Turístico”, “de Formatação de Produtos” e “de Promoção e Marketing Turísticos e Relações Públicas, Institucionais e de Regionalização do Turismo”, conta com 14 pessoas, das quais dez são turismólogos. “Pretendemos a realização de um trabalho extremamente técnico, planejado, com metas. Para 2021, já temos alguns temas encaminhados, como o marco regulatório do turismo, a desburocratização de eventos na cidade e a requalificação de espaços públicos”, revela Marcelo.

Para o secretário, o destaque da gestão serão as pessoas. “Precisamos dar voz e cara para Juiz de Fora. Nosso primeiro desafio será recuperar o sentimento de pertencimento e a autoestima da nossa população, promovendo a inclusão política e social através do turismo. Precisamos ocupar praças, espaços públicos com esporte, cultura, economia criativa. Somos uma equipe, e é nítido o nivelamento do nosso discurso: pessoas são a nossa principal missão”, avalia Marcelo do Carmo.

Demanda da cultura, do entretenimento, do lazer e da inclusão social

Demanda histórica do setor, a Secretaria de Turismo foi criada pela prefeita Margarida Salomão, em janeiro de 2021. “A criação da pasta demonstra a preocupação da Administração com o setor e o entendimento da atividade, não só como um importante vetor da economia, mas, também, como impulsionador da cultura, do entretenimento, do lazer e da inclusão social. A formação da equipe técnica, valorizando o profissional da área, reafirma o compromisso em fazer entregas efetivas e que atendam a coletividade”, ressalta Tatyana Hauck Herdy Hill, gerente da Setur.

Para o supervisor Mário Faria a estrutura criada fará com que Juiz de Fora assuma, de fato, o caráter de indutor do turismo regional. “Trabalhar a atividade turística por meio da regionalização permite um desenvolvimento sustentável e consolida efetivamente Juiz de Fora nas políticas públicas federal e estadual.”

A Setur já opera no Paço Municipal, no Parque Halfeld. “Inicialmente, em razão da pandemia e para garantir a segurança da equipe, o trabalho presencial será em esquema de revezamento. Em breve, a Setur lançará canais oficiais online, facilitando a comunicação e aproximação com a população”, destaca o secretário.

 

FONTE: https://www.pjf.mg.gov.br/noticias/view.php?modo=link2&idnoticia2=70057