Artigo da semana: Comunidade significa muito!

"Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado, com certeza vai mais longe"
 
O artigo da semana expõe reflexões sobre a importância da união, do trabalho em rede e o associativismo para se alcançar êxitos diante de um mundo globalizado. 
 
Boa leitura! :)
 

Há algumas semanas fui surpreendida pelo Facebook que criou um vídeo com a temática “comunidade significa muito”. Nesse vídeo, o Facebook contabilizava o número de grupos aos quais faço parte nessa rede social, as minhas “curtidas” nas publicações dos meus amigos e, por meio de uma simpática música instrumental, passavam fotos minhas com diferentes grupos de amizade.

E o que mais me chamou a atenção, foi à frase descrita no vídeo: “o que fazemos um pelo outro é o que torna a comunidade importante”. Sim, estamos falando do significado de palavras como comunidade, sociedade, cooperação, colaboração, associativismo. Estamos falando de redes sociais. 

As pessoas estão inseridas na sociedade por meio das relações que desenvolvem durante toda a sua vida, primeiro no âmbito familiar, depois na escola, no trabalho e demais outras comunidades que constroem ao longo da sua existência. Essas relações próprias da natureza humana é o que mantém a esfera social e estruturam uma sociedade em rede.

Hoje, mais do que em qualquer época, estamos ligados de todas as formas via tecnologias e redes sociais diversas. As distâncias diminuíram, “o mundo ficou plano”. Vivemos a tal da globalização. 

No ambiente mercadológico, a globalização proporcionou que nossos produtos e serviços pudessem ser comercializados em todo o mundo. Mas, a oportunidade veio para todos. Ou seja, todos podem buscar estratégias para vender produtos e serviços para todo o planeta. Assim, a sua concorrência que ontem era local, hoje virou global. 

E como não sermos engolidos por essa realidade? A resposta é simples, devemos fortalecer e organizar as nossas comunidades. E diversos países no mundo têm feito isso por meio de um trabalho em rede, a fim de potencializar ações conjuntas e coordenadas para alcançar êxitos nos objetivos propostos. 

O conceito de rede é baseado no conjunto entre atores (organizações ou pessoas), seus vínculos relacionais e os fluxos de informações e recursos trocados entre eles (SCOTT et. al. 2008, FEGER et. al. 2016). “As redes representam uma forma inovativa de obter competitividade e sobreviver no mundo globalizado” (OLAVE & AMATO NETO, 2001, p. 289).

Contudo, apesar da resposta ser simples, a prática é complexa. Estamos falando de redes de relacionamento humano e isso inclui egos, competitividade, egoísmo e visões míopes de um mundo globalizado. Pessoas que acreditam que trabalho em equipe é perda de tempo (e “tempo é dinheiro, né?”). 

Porém, vivemos numa “metamorfose ambulante” e “uma andorinha, não faz verão”. Hoje o seu negócio pode ser grande, mas será que ninguém pode se unir e criar algo maior amanhã? 

Vale ressaltar, que ninguém é tão bom, quanto todos nós juntos. Cooperar, apoiar e trabalhar em conjunto, visando o todo e não somente as partes, é o que devemos fazer para enfrentar e mudar uma realidade. Faça parte de uma associação, encontre seu papel na rede, colabore com a sua família, amigos, parceiros e até concorrente. Torne-se um protagonista da sua cidade, fortaleça a sua comunidade. E então, pergunte-se todos os dias, será que estou fazendo a minha parte?

 

FONTE: http://pautaeconomica.com.br/opiniao/comunidade-significa-muito/